Filosofias do Despertar, Vanguarda e Tradição

Posts tagged “La Lettre du Crocodile

Já se encontra disponível o novo nº de “La Lettre du Crocodile”

lettre du crocodile

Leia gratuitamente a versão PDF (em francês / em français):

Anúncios

A edição italiana de “L’Esprit des Choses”

esprit n°1.13_Page_01

Foi publicada a edição italiana da revista L’Esprit des Choses, dirigida por Giancarlo Tumiati.

Esta publicação é feita no âmbito do Centro Internacional de Pesquisas e Estudos Martinistas (CIREM), coordenado por Rémi Boyer.

A versão PDF é gratuita e pode ser lida em:


Já se encontra disponível o nº 1/4 de “La Lettre du Crocodile”

Leia gratuitamente a versão PDF (em francês):

2012 – Nº 1/4


La Lettre du Crocodile

lettre du crocodile

Leia gratuitamente a versão PDF (em francês / en français):

SOBRE A REVISTA

La Lettre du Crocodile [A Carta do Crocodilo] nasceu como um suplemento da revista L’Esprit des Choses, publicada pelo CIREM, Centre International de Recherches et d’Etudes Martinistes [Centro Internacional de Pesquisas e Estudos Martinistas]. Desde logo, afirmou-se como uma publicação com uma identidade própria, amplamente ultrapassando o quadro fixado inicialmente e ultrapassando o objecto e as competências do CIREM. Na La Lettre du Crocodile deve-se, com efeito, poder abordar qualquer assunto que toque, de perto ou de longe, os domínios da Maçonaria, dos movimentos religiosos, das tradições iniciáticas, das filosofias do despertar, das vanguardas e da arte.

Em Abril de 1996, o CIREM confiou então La Lettre du Crocodile a uma associação-irmã, independente, o CIRER, Centre International de Recherches et d’Etudes Rabelaisiennes [Centro Internacional de Pesquisas e Estudos Rabelaisianos]. Aqueles que se tenham interessado em profundidade na obra de Rabelais terão aí reconhecido mais particularmente a sua dimensão filosófica e hermetista, mas também o seu carácter libertário e rebelde. A escola de Rabelais é, portanto, uma indicação do estado de espírito no qual nós trabalhamos.

La Lettre du Crocodile (e o seu suplemento Le Crocodile en Intelligence) é difundida principalmente na Europa nas lojas maçónicas de todas as obediências, nos centros de pesquisas tradicionais de diversas correntes, nos centros de arte, nos movimentos de vanguardas e nos locais de leitura.